© Internacional x Fluminense - Campeonato Brasileiro (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press) Com grande atuação da dupla D'Alessandro e Alex, o Internacional lutou muito e venceu o Fluminense por 2 a 1, na tarde deste domingo, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além de superar o trauma causado pela goleada para a Chapecoense no meio da semana, o Colorado alcançou a vice-liderança da competição com 50 pontos ganhos. Os gols da partida foram marcados por Alex e Valdívia para os gaúchos e Fred, para os tricolores.
Na próxima rodada, o Fluminense receberá o Criciúma, sábado, às 18h30, no Maracanã. No mesmo dia, no Beira-Rio, o Colorado jogará contra o Corinthians.
PRIMEIRO TEMPO: PRESSÃO COLORADA
Depois de ser goelado na última rodada pela Chapecoense por 5 a 0, o técnico Abel Braga chegou ao Beira-Rio para o jogo contra o Fluminense muito pressionado pela torcida colorada, que o vaiou. E com a obrigação de vencer para apagar a má impressão deixada na quinta-feira, em Santa Catarina, o treinador barrou Rafael Moura e promoveu a volta de Wellington Paulista ao time titular. Sem os dois principais goleiros, Alisson ganhou oportunidade com o treinador.
No Tricolor, em que Cristovão não vive dias melhores do que o treinador colorado, também aconteceram mudanças na escalação inicial: Chiquinho entrou no lugar de Fernando e Diguinho, na vaga de Rafinha. Precisando da vitória, o Internacional começou partindo para o ataque. Com D'Alessandro e Alex coordenando as jogadas de meio de campo, os gaúchos levaram perigo ao gol de Cavalliri.
Mas mesmo pressionado, o Fluminense, principalmente com Fred, levava perigo ao gol do jovem goleiro do Inter. No entanto, as principais chances do primeiro no tempo foram para os colorados com Alex. Por duas vezes, os meia entrou de frente com o goleiro, mas perdeu. Em uma deles, aos 40 minutos, Marlon cortou em cima da linha, evitando o gol colorado.
SEGUNDO TEMPO: JOGO EMPOLGANTE
Sem poder perder tempo e pontos em casa, Abel Braga mexeu no time para o segundo tempo. Nilmar, que havia reestreado na fatídica derrota para a Chapecoense, entrou no lugar de Wellington Paulista, que não correspondeu às expectativas na primeira etapa. No Fluminense, Diguinho, com dores na coxa esquerda, saiu para a entrada de Rafinha. Logo aos sete minutos, a dupla de meias do Colorado funcionou e o Inter abriu o placar. D'Alessandro deu lindo lançamento para Alex, que, lindamente, encobriu Diego Cavallieri: 1 a 0.
Na sequência, aos 13, em bela cabeçada, Fred quase empatou. No entanto, Alisson fez uma bela defesa. Nilmar, apesar do longo tempo de inatividade, entrou e, se movimento pelos lados do campo, dava belos dribles e trabalho aos marcadores tricolores.
Com o passar do tempo, tentando segurar o resultado, o Inter começou a dar campo para o Fluminense jogar. Com isso, aos 40 minutos, Conca lançou na área e Fred, de cabeça, empatou. Mas logo em seguida, em falha da marcação tricolor, D'alessandro tocou para Valdívia, que entrou na área e colocou o Colorado novamente à frente.
FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 2 X 1 FLUMINENSE
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data/Hora: 12/10/2014 – 16h
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Alessandro A. Rocha de Matos (Fifa-BA)
Cartões amarelos: Willians, Wellington Paulista, Nilmar (INT), Marlon, Edson (FLU)
Gols: Alex, 7'/2ºT (1 a 0), Fred 40'/2ºT (1 a 1), Valdívia, 42'/2ºT (2 a 1)
INTERNACIONAL:  Alisson; Diogo, Paulão, Ernando e Fabrício; Willians, Matheus Bertotto, Alex, Alan Patrick (Valdívia, 25'/2ºT) e D'Alessandro; Wellington Paulista (Nilmar, intervalo). Técnico: Abel Braga. Técnico: Abel Braga.
FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno (Edoson, 22'/2ºT), Marlon, Elivélton e Chiquinho; Diguinho (Rafinha, intervalo), Jean, Cícero (Rafael Sóbis, 12'/2ºT), Wágner e Conca; Fred. Técnico: Cristovão Borges.